Reinstalando o Windows sem mídia e ativando legalmente

No último fim de semana meu amigo me entregou um notebook Dell Inspiron N4050 e pediu para eu ver o que estava acontecendo, já que ele não ligava nem a pau.

Primeira coisa que fiz foi ligar o note, óbvio, e solicitar um teste diagnóstico pré-boot, coisa que a Dell fornece em alguns modelos. O teste rodou por alguns minutos e não acusou nada demais (só alguma coisa com o drive óptico, mas deve ser porque não tinha disco lá, e também não me importei com isso). O hardware dizendo que estava tudo OK, fui ver a queixa propriamente dita. Liguei, apareceu o boot do Windows 10 (primeiro mau sinal), e em seguida, nada. A luzinha de disco acusou alguma atividade por uns minutos, imaginei que seria alguma atualização ou coisa do tipo… mas nada apareceria, mesmo quando parou.

A luzinha começou a brincar comigo: ela ficava parada, e se eu apertasse o botão Power ela piscava, uma vez para cada aperto… Ah! luzinha safada!

Como nada mais acontecia, parti para o Modo de Segurança. Sendo um notebook com HD tradicional, e não um Ultrabook SSD, eu ainda podia usar o Shift-F8 no boot, para ver as opções de recuperação do Windows. Entrei no Modo de Segurança básico e pareceu tudo OK. Mas também, não esperava nada diferente dele, já que minha suspeita era o driver de vídeo e no Modo de Segurança ele nem carrega.

Como meu amigo fez o favor de arrumar um Windows 10 Pro pirata em inglês e instalar por cima do original do Notebook (a etiquetinha dizia ser um Windows 7 Home Basic), inclusive matando as partições de recuperação, e ainda me disse que não tinha nenhum arquivo útil no disco, eu resolvi eliminar qualquer suspeita e resetar o Windows. Isso ele fez até bem, e fiquei com o Windows 10 Pro funcionando razoavelmente bem. Só que em inglês, um tanto lento, sem atualizações e com uma certeza de que dali a algum tempo ele iria perceber a ativação falsa e reclamar. Além disso, no site da Dell dizia que o N4050 não se dava muito bem com o Windows 10 (o que poderia explicar o problema no começo da história toda).

Então, tive a ideia de conseguir recuperar o Windows 7 original. Afinal, eu tinha a licença, o que poderia me impedir?

A jornada para instalar o Windows sem a mídia de instalação

Bom, pra começar, a Dell não forneceu os discos de instalação do Windows. E eu não tinha mais como usar as partições OEM de recuperação. E ainda não vale a pena pedir os DVDs na Dell pro Brasil, é muito caro. Logo, fiz umas buscas e encontrei um pessoal autorizado dizendo que, pra quem tem uma licença OEM certinha, basta instalar usando uma mídia de outro micro, desde que na exata versão (7, Home Basic, pt-BR). E quem lá tem isso? Eu até tinha a Home Premium do meu Dell, mas não iria servir…

Então comecei a fuçar um pouco mais, e descobri um serviço da Microsoft chamado TechBench. Quem ler a descrição vai ver claramente que todos meus problemas foram resolvidos:

Se precisar instalar ou reinstalar o Windows 7, você poderá usar esta página para baixar uma imagem de disco (arquivo ISO) para criar sua própria mídia de instalação usando um pen drive ou um DVD.

Ora, que lindo! Fui lá, virei o note de cabeça pra baixo e digitei a licença quase ilegível (o note já tem 4 anos de uso). Bang! Licença inválida. Que merda…

Na hora o que eu depreendi de tudo isso era que a licença não qualificava para o download do Windows, afinal, era OEM e a Dell talvez devesse se responsabilizar pela reinstalação (como ela de fato faz). Mas eu não desisto fácil, então comecei a procurar formas de baixar o Windows original mesmo assim. Precisava ver na prática se ia recusar a licença ou não. Warez a parte (não uso isso já fazem 10 anos), cruzando buscas de download com TechBench (o canal mais promissor, afinal de contas), eu encontrei uma página super divertida, que meio que hackeava o site da TechBench. Dei uma lida no processo e no código JavaScript que ele usava (afinal, executar JS no console sem ler é estúpido demais), e resolvi testar. Nesse ponto, eu estava usando o Windows 10 pirata resetado, e só tinha o Edge numa resolução de 1024px para usar. Ele não aceitou bem a parada… o combo azul até aparecia, mas não funcionava. Então, eu fiz uma pequena adaptação…

Chrome inspenciando HTML do site TechBench

Inspecionando o código HTML do Microsoft TechBench para forçar a liberação do download do Windows original.

No código, parte do que ele faz é montar uma lista de opções mais completa que a oferecida no site. Dá pra ver que, embora o site ofereça downloads para Windows 7, 8 e 10 (vide os menus), o 7 e 8 exigem serial antes. O 10 não, então eu simplesmente inspecionei o HTML do seletor, troquei o value do <option> de 109 (“windows 10”) por 2 (“windows 7 home basic”), e cliquei no botão. Bang! Agora sim, ele aceitou e me perguntou qual idioma eu queria. Escolhi Português do Brasil e comecei a baixar um ISO de 2,7GB. Maravilha!

Eu sou Linux e uso muito pouco Windows, por isso não sabia se Windows 10 já era capaz de gravar imagens ISO em USB. Uma rápida busca me mostrou que não era, então encontrei esse programinha simples que fazia o serviço (antes perdi um bom tempo com uma solução oficial da Microsoft, dependente de .NET e o escambau, e que não funcionava no Windows 10), chamado ISOtoUSB. O programinha é focado, formatou meu pendrive e gravou a ISO direitinho. Bootei e comecei uma instalação limpa do Win7, já particionando o disco em 2, pra facilitar a vida mais tarde.

Na instalação mesmo ele me pediu o serial, e digitei novamente, e voila: licença inválida! Mas que diabo, depois disso tudo? Resolvi olhar com mais atenção a etiqueta e somente então eu percebi que ali não era um B, e sim um 8. Maldita Microsoft e suas letrinhas miúdas em papel debaixo de uma máquina que esquenta por 4 anos ou mais…

Corrigido o serial, ele deixou passar, instalou tudo, e o trabalho se degenerou em encontrar os drivers certos no site da Dell, gravar num USB (porque nem Rede ele reconheceu sozinho) e instalar cada um deles. Nesse meio tempo o Windows começou a reclamar de ativação. Resolvi forçar a barra e fiz uma coisa que nunca fiz antes: ativei o Windows por atendimento telefônico automático. Um robozinho chato, que falava devagar de forma que pessoas simples não se perdessem no processo, me segurou 10min no telefone, me fez digitar 9 códigos de 6 números e ouvir outros 6, mas no final, eu o Windows 7 Home Basic estava ativado.

Entreguei o notebook pro meu amigo e agora ele que se vire para instalar os programas que precisar.

Gostou? Então compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*